Governo estuda medidas para amenizar nova alta na conta de luz

Segundo especialistas, o aumento previsto deve ser de 15% para 2022


Créditos da foto: JOSÉ CARLOS DAVES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Governo Federal estuda medidas para amenizar os impactos de uma nova alta na tarifa da conta de luz. Segundo especialistas, o aumento deve ser de cerca de 15%, pesando no bolso dos consumidores brasileiros que já estão impactados pela inflação elevada. Uma das alternativas estudadas pelo governo  seria antecipar a renovação da concessão de hidrelétricas cujo vencimento seria para o final de década, em meados de 2029. A mudança geraria bilhões de reais para o governo a serem injetados na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), amortecendo o aumento previsto nas contas de luz para 2022. Durante a semana especulações apontam outras medidas que passariam pelo processo de privatização da Eletrobras. No entanto, a avaliação é que qualquer mudança na capitalização afetaria ou inviabilizaria a venda a estatal brasileira.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Autor da matéria: Evidenciador
Fonte: Pâmela Pires | Jovem Pan

Últimas matérias