fbpx

Dr. Bruno Prates fala sobre Controle imediato dos antibióticos

Dr. Bruno Prates fala sobre Controle imediato dos antibióticos

No conceito de saúde única, considerando a saúde humana, dos animais e do ambiente, a resistência antimicrobiana é uma preocupação mundial, influenciada pelo uso indiscriminado e excessivo desses agentes. Além da saúde, a resistência afeta a economia global, devido á redução da produtividade e ao aumento nos custos dos tratamentos. Pesquisa Alarmante do Reino Unido

No conceito de saúde única, considerando a saúde humana, dos animais e do ambiente, a resistência antimicrobiana é uma preocupação mundial, influenciada pelo uso indiscriminado e excessivo desses agentes. Além da saúde, a resistência afeta a economia global, devido á redução da produtividade e ao aumento nos custos dos tratamentos.

Pesquisa Alarmante do Reino Unido divulgou que a resistência das chamadas superbactérias é responsável, atualmente, pela morte de 700 mil pessoas ao ano e que, em 2050, esse número passará para dez milhões. As pessoas internadas terão apenas o tratamento de suporte sem êxito de recuperação.

Por outro lado, não há perspectiva de desenvolvimento de uma nova molécula e, se o controle não for implantado para racionalizar o uso dos antimicrobianos, corre-se o risco de se retornar a uma era pré-penicilina, ou seja, quando foi descoberto o primeiro antibiótico.

Acredita-se que os altos níveis de resistência antimicrobiana vistos atualmente são resultado do uso excessivo e incorreto de antibióticos e outros agentes antimicrobianos em humanos, animais (incluindo peixes de viveiro) e plantas, assim como da propagação de resíduos desses produtos no solo, colheitas e água e, o pior, por meio de alimentos. Os ambientes selvagens também não estão seguros, pois podem ser contaminados por animais de vida livre.

Para agravar a situação, é reconhecido que a resistência é decorrente de um sistema complexo de fatores interconectados, não havendo, ainda, entendimento de como fatores individuais contribuem para esse fenômeno. Dentro de um contexto mais amplo, a resistência aos antibióticos é considerada o maior e mais urgente risco global, requerendo atenção nacional e internacional. Esses dados explicitam a necessidade de uma revolução na forma como se lida como os antibióticos.

O que é SIPEAGRO? Você conhece ele?

Considerando a importância em saúde pública e a necessidade de controle de determinados produtos, o MAPA conta com o Sipeagro para implementar  a rastreabilidade, desde a fabricação até a comercialização e dispensação no ponsto de venda, garantindo assim, o controle e o uso inadequado e incorreto por consumidores fortalecendo assim o trabalho do Médico Veterinário, que antes certos tipos de medicamentos e anestésicos tinham o livre acesso a compra e consumo inadequado por consumidores ou proprietários de animais.

Ponto de Vista Profissional x Global

O mundo está mudando, mas não só em relação ao desenvolvimento e crescimento, o planeta está mudando referente a Natureza, e com isso se vem as cobranças que a Mãe Natureza nos devolve em sentindo ao que estamos oferecendo a ela, mudanças climáticas, assim como diversas doenças sendo descobertas e maior incidência e prevalência de devidas enfermidades, e alterações no planeta em diversos sentidos.

Os Pet´s de certa forma também se encontram no alvo desta cobrança da Mãe Natureza, com experiência já há dez anos na área de Saúde Pública e Clínica Médica de pequenos animais, posso afirmar que principalmente as doenças virais e bacterianas em nossos bichos de estimação nos últimos anos estão se apresentando muitos mais agressivas e agravantes e com altas taxas de óbito, onde na maioria dos casos os tutores quando percebem alguma alteração clínica em nossos amigos de pêlo o diagnóstico já é tardio, nos últimos anos estamos obtendo uma alta incidência no número de animais infectados com Cinomose, com uma taxa muito alta de letalidade, daí se dá atenção de se seguir à risca a primo vacinação dos Pet´s como as doses de reforço que devem ser administradas anualmente. Além dos cuidados básicos como levar pelo menos uma ou duas vezes ao ano o animal ao Veterinário para consulta e realização de exame laboratorial afim de identificar precocemente algum comprometimento na saúde animal seja ela bacteriana viral ou metabólica.

1 comentário
Evidenciador
Evidenciador
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixe um comentário

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário

  • Avatar
    Edilene de Matos Benetão
    24 de fevereiro de 2021, 2:19 PM

    Ótima informação. Te agradeço ! Bjo

    REPLY

Últimas postagens